segunda-feira, 7 de maio de 2012

OS SEM-TETO

QUERO COMEÇAR HOJE COM UM DESABAFO: Meu coração encontra-se bastante triste, temos orado constantemente ao Senhor por sabedoria, por seu direcionamento a frente de sua obra, e temos visto o Senhor operar, mas de onde menos esperamos os levantes de satanás tem se apresentado, através de pessoas que pensamos que estão "caminhando" conosco, do nada, sem explicação, sem motivos, chegam despejam diversas cobras sobre nós e congelam sua caminhada na fé...
A única coisa que temos pregado e pedido para a Igreja é que sejam mais tolerantes com seus irmãos, com seu próximo, que tenham mais amor em seu coração, AMOR, SABEDORIA NO FALAR, PEDIR PERDÃO quando sabe que errou, que fez um FALSO JULGAMENTO, RECONHECER o quanto é falho e precisa também da misericórdia e perdão do Pai Celeste.

Eu estava lendo sobre a passagem de Lucas 2:7 E deu à luz a seu filho primogênito, e envolveu-o em panos, e deitou-o numa manjedoura, porque não havia lugar para eles na estalagem.
Lucas 2:7, Lucas 9:58 E disse-lhe Jesus: As raposas têm covis, e as aves do céu, ninhos, mas o Filho do homem não tem onde reclinar a cabeça.
Lucas 9:58
.

Jesus o Filho de Deus, cheio de poder, de glória, viveu como um sem teto, passou por duras coisas aqui na terra por amor de cada ser humano, O AMOR, A MISERICÓRDIA, A HUMILDADE, jamais se apartaram do seu coração e nem dos seus lábios e atitudes.
Jesus usou casos extremos para revelar ao mundo a extensão da graça, da misericórdia, do poder e do amor do Pai. Em muitas ocasiões Ele demonstrou o cumprimento da promessa de Deus de levantar abatidos e socorrer os necessitados, como por exemplo quando fez com que o cego de nascença enxergasse (João 9:6,7), ou quando ressuscitou Lázaro, que estava morto há quatro dias (João 11:38-44), ou quando perdoou as adúlteras e prostitutas (João 8:1-12), ou quando ainda chamou Saulo, assassino e perseguidor da Igreja, para ser um dos seus apóstolos.
Espiritualmente falando todos nós somos "sem-teto" nesta terra. Todo crente verdadeiro ainda não viu seu verdadeiro lar, pois ele não foi feito por mãos humanas (Salmos 39:12, Hebreus 11:13-16). Devemos sempre nos mostrar sensíveis e atenciosos para com os mais fracos.
Precisamos deixar o orgulho, a avareza, a soberba fora dos nossos corações e deixar o amor de Deus fluir através de nossas atitudes para com nosso mais próximo.
Que o Senhor tenha misericórdia de nós e nos ajude a buscar a cada dia vivermos a santidade, e a benevolência para com os outros.

Rodiyéria MAciel Sotéro

Um comentário:

Lucas Antônio disse...

Paz do Senhor! Parabéns pelo blog. Que o Senhor nosso Deus continue a te iluminar através de postagens que edificam vidas. Já estou te seguindo e aguardo a sua honrosa visita e seguimento. O meu endereço é: http://adjardimpaulistaalto2.blogspot.com.br - Saudações em Cristo!